linha top 1
Governo Federal
Universidade Federal de Roraima

Desde abril deste ano, o projeto de extensão “Divulgação de informações sobre o Coronavírus nas línguas indígenas de Roraima”, tem alcançado boa repercussão nas rádios, TVs, e internet, um serviço de utilidade pública para os povos indígenas que sofrem com mais esta ameaça.

 

Os povos indígenas têm sofrido com mais esta ameaça, uma vez que muitos membros, professores e lideranças morreram nos últimos em Roraima vítimas da pandemia do novo coronavírus. As notícias das mortes circulam nos meios de comunicação e causam grande comoção na sociedade, considerando que o falecimento de lideranças, professores e anciãos significa também o apagamento de uma importante memória, dos narradores das histórias destes povos.

Além dos vídeos, foram produzidos folders com textos traduzidos para as línguas Ye’kwana, Waiwai, Taurepang, Ingariko, Wapichana e Macuxi por uma equipe de bolsistas e voluntários do projeto de extensão.

O objetivo do projeto é divulgar informações sobre diagnóstico e prevenção do Covid-19 traduzidas nas línguas indígenas de Roraima. O projeto é coordenado pela professora Ananda Machado, do Instituto Insikiran de Formação Superior Indígena da UFRR. De acordo com ela, os povos indígenas têm o direito ao acesso às informações de qualidade sobre diagnóstico e prevenção do Covid-19, considerando a produção de material gráfico produzido nas línguas indígenas de Roraima.  

A iniciativa faz parte do Programa “UFRR no apoio ao enfrentamento à pandemia provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2)”, que engloba ações descentralizadas e multidisciplinares por intermédio de projetos de extensão em linhas como comunicação estratégica, desenvolvimento tecnológico, educação profissional, endemias e epidemias e saúde humana.

A coordenação explica que estes materiais são de difícil tradução. “Há a necessidade de se criar neologismos”, disse Machado, acrescentando que “há intérpretes nos hospitais, maternidades e Casai. É urgente que os povos indígenas sejam priorizados como população de risco neste momento de pandemia”, explicou.

Os bolsistas colaboram na tradução do conteúdo da língua portuguesa para as línguas Wapichana, Waiwai e Ingarikó, incluindo textos para os vídeos, pequenos livros e frases de efeito, assim como na programação visual e a edição dos vídeos.

Resultados - O projeto almeja ampliar as estratégias de proteção às populações indígenas que sejam efetivas, como a produção de material audiovisual, panfletos digitais e impressos nas línguas indígenas, construir livros, tais como o livro Coronavírus que já está traduzido e diagramado em língua Macuxi (Coleção Pequenos Cientistas/UFMT - publicada em parceria com a EdUFRR/PPGL; Procisa, PET  Intercultural e Programa da Valorização das Línguas e Culturas Indígenas de Roraima) com informações acerca do Covid-19 nas línguas indígenas.

  

Veja a repercussão em sites

 

UFRR cria série de vídeos em línguas indígenas para orientar sobre coronovírus

https://globoplay.globo.com/v/8490470/?glbapp=g1mobapp%20ios-5.53.4&gaclientid=38f58c76-d2fe-45e9-873b-36cac9fe96a2

 

Ajuda aos índios: universidade oferece orientação no combate à pandemia aos índios

https://noticias.cancaonova.com/mundo/pandemia-coronavirus/universidade-oferece-orientacao-no-combate-pandemia-aos-indios/

 

Universidade oferece orientação no combate à pandemia aos índios

https://youtu.be/zf176YRVKac

 

Índios recebem vídeos na íngua deles com informações sobre Covid-19

https://g1.globo.com/rr/roraima/videos/t/todos-os-videos/v/em-roraima-indios-recebem-videos-na-lingua-deles-com-informacoes-sobre-a-covid-19/8509357/

 

Vídeos em línguas indígenas orientam sobre sintomas e prevenção da covid-19

http://obind.eco.br/2020/04/16/cir-videos-em-linguas-indigenas-orientam-sobre-sintomas-e-prevencao-da-covid-19/

 

RR – Vídeos em línguas indígenas informam sobre sintomas e formas de evitar a Covid-19

https://www.ecoamazonia.org.br/2020/04/rr-videos-linguas-indigenas-informam-sintomas-formas-evitar-covid-19/

arte na escola
ncontruir
itcpes